Perguntas e respostas sobre o Microsoft 365

Novo pacote por assinatura oferece soluções e ferramentas variadas para empresas de diferentes tamanhos

Como já deve ter percebido, a Microsoft vem investindo pesado para divulgar o seu pacote por assinatura Microsoft 365.

Mas por que? O que há de tão importante sobre outro agrupamento de software? Pensando nisso, preparamos esse especial para responder às principais perguntas sobre o Microsoft 365.

O que é o Microsoft 365?

Uma solução completa e inteligente, com Office 365Windows 10 e Enterprise Mobility + Security, que promove a criatividade e o trabalho em grupo de forma segura para todos. Neste caso, o pacote é formado por três pedaços significativos: uma licença baseada em usuário para Windows 10, uma licença baseada em usuário para Office 365, e ferramentas de gerenciamento apropriadas para o público projetado, seja um departamento de TI de uma companhia ou uma pessoa que também faça as vezes de administrador em uma pequena empresa.

Assim como outros pacotes de produtos que a Microsoft vende, em especial o Office 365, o novo Microsoft 365 é comercializado em um modelo por assinatura, com taxas mensais para cada usuário, que começam em 10 dólares. 

Quantas versões do Microsoft 365 existem?

As SKUs (stock-keeping units) principais são as seguintes:

Microsoft 365 Enterprise: disponível nas configurações E3 e E5 – aqueles rótulos emprestados do Office 365 – para empresas com mais de 300 funcionários em um plano. Vale notar que o pacote inclui licença para o Windows 10 Enterprise.

Microsoft 365 Business: voltada para pequenas e medias empresas, essa versão possui um limite de 300 funcionários – e inclui licença para o Windows 10 Pro. As ferramentas de gerenciamento são mais básicas e podem ser acessadas a partir de um simples painel de controle.

Microsoft 365 F1: essa versão é direcionada para o que a Microsoft chama de profissionais da “linha de frente” (“frontline”) – os funcionários que fazem vendas, atendem ligações ou passam seus turnos no campo ou no chão da fábrica. Esse pacote mais em conta, que sai por 10 dólares mensais por usuário, traz o Windows 10 Enterpsie, mas se baseia no apps móveis e web do Office.

Microsoft 365 Education, Microsoft 365 Government, Microsoft 365 Nonprofit: planos de assinatura diversos com misturas variadas do Windows 10, Office 365 e ferramentas associadas (incluindo uma licença doada para organizações sem fins lucrativos) adequadas para cada segmento. Os planos governamentais, por exemplo, oferecem diferentes níveis de compliance para atender às exigências de regulamentação.

Os usuários podem comprar os componentes do pacote separadamente?

Sim, a Microsoft continua vendendo separadamente o Windows 10 Enterprise E3 e E5, o Windows 10 Pro, diferentes versões do Office 365, e o Enterprise Mobility Suite + Security.

Comprar os conteúdos de uma assinatura M365 separadamente é quase sempre mais caro – assim como comprar as edições separadas de uma revista (lembra delas?) é mais caro do que fazer uma assinatura. Mas a opção pode ser atraente para os usuários que não querem se comprometer com todos os serviços da Microsoft, ou que planejam ficar com o Windows 7 o maior tempo possível – o sistema será oficialmente aposentado em janeiro de 2020.

Na conferência para desenvolvedores Build, a Microsoft disse que o M365 era uma das suas quatro plataformas. Por que? (Aliás, as outras são: AzureDynamics 365 e games).

A Microsoft está reconciliando sua mensagem para os desenvolvedores com a remoção do Windows do seu organograma – o sistema não é mais uma divisão independente – ao colocar o Windows sob a tutela do  Microsoft 365.